Where To Buy Contact Options
ícone de telefone
Se você tem dúvidas, ligue para nós.
1-800-338-3287
Talk to an Expert
mobile menu icon mobile menu close icon

Essa é uma pergunta que os clientes fazem o tempo todo. Por que às vezes aparecem leituras negativas no seu monitor de gás?

Todos os sensores de gás eletroquímicos ou catalíticos podem ser propensos a desvios positivos e negativos devido a fatores ambientais, como mudanças de temperatura e umidade. No entanto, essas não são as causas mais comuns de leituras negativas de um sensor.

Zerar em atmosfera contaminada

A ocorrência de leituras de sensor negativas é mais comum quando o instrumento foi “zerado” em uma atmosfera contaminada, onde estão presentes pequenos níveis dos gases alvo dos sensores. Quando, mais tarde, o instrumento estiver em um ambiente de ar limpo, os sensores mostrarão uma leitura negativa que corresponde à concentração de contaminante que estava presente durante a operação de zeragem. Por exemplo, se houver 5 ppm de monóxido de carbono presentes quando o sensor for zerado, a leitura será de -5 ppm quando a leitura for feita no ar limpo.

worker-radius-bz1

Interferência cruzada negativa

Leituras negativas também podem ocorrer quando o sensor é exposto a um gás que produz uma interferência cruzada negativa. Se um sensor de dióxido de enxofre, que normalmente tem uma interferência cruzada de -100% com o dióxido de nitrogênio, for exposto a 2 ppm de NO2, a leitura de dióxido de enxofre resultante no seu instrumento será -2 ppm.

Então, isso significa que você deve evitar o uso de sensores que tenham interferências cruzadas negativas entre si no mesmo instrumento? De jeito nenhum! Se você tiver NO2 e SO2 presentes na mesma atmosfera, a única maneira de entender a verdadeira concentração de cada gás é usar os dois sensores em um detector multigases.

No exemplo que usamos acima, se a sua atmosfera continha 2 ppm de SO2 junto com 2 ppm de NO2, a leitura resultante de SO2 devido à interferência cruzada negativa seria zero. A única maneira de saber que você tem 2 ppm de SO2 presente é reconhecendo a presença do gás NO2 e entendendo o seu efeito no sensor de SO2. A eliminação de um dos sensores do instrumento não elimina o perigo – em vez disso, você estará sendo exposto a ele sem saber.

Os clientes às vezes dizem que nunca viram uma leitura negativa em um instrumento antes, mas recentemente trocaram de monitor e agora parecem vê-las o tempo todo. Isso ocorre porque alguns fabricantes mascaram as leituras negativas porque acham que elas confundem os usuários. Quando as leituras negativas são mascaradas, todos os valores negativos são exibidos como zero. Na verdade, isso pode impedir que você veja e reconheça os perigos existentes, colocando-o em perigo.

Se um sensor de H2S tiver um deslocamento de -10 ppm devido a deriva ou a uma operação com zero falso e leituras negativas que tenham sido mascaradas pelo fabricante, a exposição em uma concentração real de +10 ppm ainda produzirá uma leitura zero e uma concentração de +20 ppm só será exibida como 10. Essa situação seria mais fácil de reconhecer se a leitura negativa fosse exibida em primeiro lugar.

Assim, embora leituras negativas são confusas e desconfortáveis para a maioria dos usuários de monitoramento de gás, elas nem sempre são ruins. Se você entender as circunstâncias que causam as leituras negativas, terá mais informações do seu instrumento e uma melhor compreensão do ambiente em que está trabalhando.

Em situações como essa, ter um forte conhecimento em detecção de gás pode fazer toda a diferença. Confira os nossos cursos de treinamento, que abrangem tudo, da tecnologia de sensores à criação de relatórios com dados de detecção de gás.