Where To Buy Contact Options
ícone de telefone
Se você tem dúvidas, ligue para nós.
1-800-338-3287
Talk to an Expert
mobile menu icon mobile menu close icon

Perguntas sobre a detecção de gases

Obtenha respostas para as perguntas mais comuns sobre detecção de gás.

O que é calibração de detector de gás e por que isso é importante?

Para garantir que seu detector de gás possa detectar com precisão os níveis de gás, primeiro é preciso calibrá-lo. Calibrar um detector de gás significa expô-lo a uma concentração de gás de calibração ou de gás de teste conhecida, por determinado período. Essa medição se torna o ponto de referência do detector de gás para medições futuras. Repita esse processo todo mês para garantir medições precisas. Lembre-se de que você precisa calibrar seu detector de gás regularmente porque os sensores podem variar com o tempo e contaminantes e inibidores podem afetar as medições de gás.

Você pode calibrar o seu detector de gás manualmente com gás de calibração e alguns tubos ou pode usar uma docking station para calibrar automaticamente o seu monitor, de acordo com um cronograma definido. Calibrar o seu detector de gás com uma docking station também permite acessar os registros de calibração anteriores e gerar certificados de calibração para fins de conformidade.

Usar gás de calibração incorreto ou expirado pode levar a uma medição inadequada, o que significa que o detector de gás não fará medições precisas. Esse simples erro pode ter consequências de risco de vida, por isso é importante sempre verificar o conteúdo e a data de validade dos seus botijões de gás de calibração. Depois de vencido, o botijão não deve ser usado, pois podem ocorrer reações químicas dentro do recipiente e alterar o conteúdo.

O que é um teste de resposta e por que ele é importante?

Testes de resposta, também conhecidos como testes funcionais, protegem você no trabalho, garantindo que o monitor de gás emitirá alertas sobre níveis prejudiciais de gás. Nos testes de resposta, os sensores dos seus detectores de gás são brevemente expostos a uma concentração de gás superior aos pontos de ajuste de alarme. Esse teste verifica se os sensores do detector de gás respondem e se um alarme dispara conforme o esperado. É importante notar que os testes de resposta não verificam a precisão da medição do gás — apenas se os sensores e alarmes estão funcionando. A única maneira de saber se o seu detector de gás está funcionando é com um teste de resposta antes de cada turno.

A maneira mais fácil de fazer o teste de resposta do seu monitor é com uma docking station. A docking station pode fazer um teste de resposta automático do detector de gás antes de cada turno, em um cronograma definido. Isso elimina o tempo e o incômodo de fazer o teste de resposta do monitor manualmente. Se não houver uma docking station disponível, também é possível realizar um teste de resposta manualmente com gás de calibração. Seja qual for o método que você escolher, comprometa-se a fazer isso todos os dias.

Com que frequência preciso zerar meu monitor de gás?

Como prática recomendada, treinamos os usuários de instrumentos a cumprir quatro etapas básicas em ar limpo a cada vez que ligam um monitor para uso:

  1. Verifique o nível de carga da bateria
  2. Zere o monitor
  3. Teste de resposta
  4. Limpe os picos

Você nunca deve zerar seu detector de gás, a menos que se tenha certeza de estar em um ambiente limpo. Zerar um dispositivo em uma atmosfera contaminada pode causar confusão nas medições resultantes e pode até mascarar as medições de concentrações potencialmente perigosas de gás.

Se o ar limpo não estiver disponível — como é comum perto de incêndios ou em áreas com fumaça — você deve usar ar zero (ar comprimido com impurezas removidas) para estabelecer uma linha de base para seus monitores. O ar zero não danificará seus monitores ou interromperá o funcionamento do sensor.

Se você ligar o monitor de gás da Industrial Scientific e as medições estiverem dentro dos limites aceitáveis, não há necessidade de zerar o monitor.

Como posso saber se meus detectores de gás estão sendo usados corretamente?

Os detectores de gás só servem ao seu propósito se as pessoas os usarem corretamente. Sem visibilidade de como as pessoas usam os detectores de gás, você não pode saber se eles servem ao seu propósito. Além dessa linha de base, você também precisa ver quais alarmes estão disparando, onde e para quem, para saber quando precisa intervir e interromper comportamentos inseguros. Identificar essas tendências é fundamental — mas pode ser quase impossível com ferramentas manuais à moda antiga.

Para obter atualizações sobre eventos críticos de alarme, padrões de uso e necessidades de manutenção, você precisará de uma docking station conectada à nuvem emparelhada com um software de gerenciamento de detecção de gás. Com essas ferramentas adicionais, voê pode personalizar os seus relatórios com o que é mais importante para você e os visualizar em um painel simples para ter uma noção imediata dos padrões de segurança críticos. Carregando o histórico de alarmes e de uso dos detectores de gás em um painel, você pode ver como o seu pessoal está usando os detectores e se estão fazendo escolhas seguras.

Como faço para testar com segurança a atmosfera para riscos de gás antes de entrar em um espaço confinado?

As regulamentações geralmente exigem o teste da atmosfera em um espaço confinado com um monitor de medição direta antes de uma pessoa entrar.

Os detectores de gás com bombas de amostragem e um comprimento de tubo flexível ou uma sonda são ideais para retirar amostras remotas de espaços confinados antes da entrada. Essas amostras são uma primeira etapa crítica e devem ser registradas em uma autorização de entrada em espaço confinado. 

Durante a amostragem pré-entrada, use a regra 2x2. A regra estabelece que, ao usar uma bomba de amostragem, você deve esperar dois minutos mais dois segundos para cada 30 cm (1 ft) de tubo. Se você tiver um tubo de 6 metros (20 ft) conectado ao monitor, primeiro espere dois minutos e, em seguida, adicione dois segundos para cada um desses 6 metros (20 ft) para que seja equivalente a 40 segundos. Nesse caso, você precisaria esperar dois minutos e 40 segundos para obter a medição mais precisa.

Repita esse processo na parte superior, no meio e no fundo do espaço, porque gases diferentes se acomodam em alturas diferentes, dependendo do peso deles em relação ao ar.

As agências regulatórias em todo o mundo têm diferentes níveis mínimos de segurança para entrada, portanto, você deve sempre verificar com a sua agência regulatória local.

Como faço para monitorar continuamente os perigos do gás em um espaço confinado ao longo de uma entrada?

As condições atmosféricas em espaços confinados podem mudar rapidamente, tornando muito importante que você monitore continuamente seus níveis com um monitor de gás portátil com medição direta. 

Os monitores de medição direta, como o Ventis® Pro5, não apenas informam aos trabalhadores se a atmosfera em um espaço confinado é segura, mas também o nível de segurança. A concentração de oxigênio está um pouco acima de 19,5%, ou há margem suficiente para permitir que a pessoa trabalhe com segurança? O procedimento mais seguro é que todos usem um detector de gás pessoal de medição direta que monitora continuamente os riscos potenciais. 

A segurança pode ficar ainda melhor conectando monitores, como o Ventis® Pro5 ou o Radius® BZ1, e permitindo que os monitores compartilhem, sem fio, medições e alarmes de gás para que o vigia sempre saiba exatamente o que está acontecendo no espaço confinado. Se as condições tendem ao perigo, os trabalhadores serão avisados com a antecedência necessária para sair do espaço confinado com segurança.

Se um monitor indicar níveis perigosos de gases tóxicos, gases combustíveis ou deficiência de oxigênio (ou enriquecimento), os trabalhadores devem evacuar o espaço confinado, ventilar e testar novamente a atmosfera antes de entrar novamente.

Quais são os níveis de oxigênio seguros para um trabalhador entrar em um espaço confinado?

Como um nível baixo de oxigênio é uma causa significativa de morte em espaços confinados, é importante que você meça continuamente os níveis de oxigênio.

A OSHA determina que o "nível seguro" mínimo de oxigênio em um espaço confinado é de 19,5% e o máximo é de 23,5%.

Se a concentração de oxigênio em um espaço confinado ultrapassar 23,5%, o espaço é muito rico em oxigênio e pode inflamar gases combustíveis. Por outro lado, baixos níveis de oxigênio prejudicam o discernimento e a coordenação. Níveis extremamente baixos de oxigênio causam náusea, vômito e perda de consciência. Quando os níveis de oxigênio estão muito baixos, costuma significar que outro gás o está deslocando. Nesses casos, é importante saber qual gás está deslocando o oxigênio e por quê.

O que são monitores de gás portáteis de medição direta e por que eles são necessários para espaços confinados?

Os monitores de medição direta não apenas informam aos trabalhadores se a atmosfera em um espaço confinado é segura, mas também quanta segurança tem. A concentração de oxigênio está um pouco acima de 19,5%, ou há margem suficiente para permitir que o trabalho continue sem interrupção?

Todos os nossos detectores de gás fornecem medições diretas.

As leis de segurança exigem um teste de pré-entrada imediatamente antes de um trabalhador entrar em um espaço confinado, e os trabalhadores só precisam fazer o teste de novo depois de deixar o espaço e se preparar para entrar outra vez. Claro que isso deixa muito espaço para erro se as condições atmosféricas mudarem enquanto um trabalhador estiver no espaço confinado, o que, provavelmente, é o motivo pelo qual os acidentes em espaços confinados ocorrem com tanta frequência.

Testes periódicos durante toda a permanência podem ser necessários se o espaço confinado tiver um histórico de mudança das condições de gás. No entanto, “periódico” deixa margem para interpretação pelos trabalhadores ou pela empresa. Um procedimento mais seguro é equipar todos os trabalhadores em espaços confinados com monitores de gás pessoais de medição direta e solicitar que monitorem continuamente os perigos de gás durante todo o período de trabalho. Se as condições começarem a tender ao perigo, os trabalhadores serão avisados com a antecedência necessária para sair do espaço confinado com segurança.

Usando monitores somente de alarme, isso não seria possível. Como os alarmes são definidos para disparar em limites predeterminados, os instrumentos apenas com alarme não dão aos trabalhadores um aviso sobre perigos potenciais.

Um monitor de gás de medição direta, como o Ventis® Pro5, exibe os níveis de gás para que os trabalhadores possam ver a medição exata, permitindo tomar decisões mais fundamentadas sobre se a entrada é uma escolha sensata e se podem continuar a trabalhar em segurança.